• Facebook - Grey Circle
  • Instagram - cinza Círculo
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle

© 2023 por Tipo Diva Blog | Orgulhosamente criado com Wix.com

Porque se mudar faz bem! - Change is good!

07.12.2016

 

Olá amores! Tudo bem com vocês ? Confesso que estou muito cansada. Como se diz na minha terra, estou só o pó da bolacha, mas estou bem graças a Deus!

O meu cansaço tem a ver com o meu post de hoje pois decidi dividir com vocês um tema que me acompanha desde sempre... A mudança. E quando digo mudança não é no sentido de mudança de vida, comportamento, estilo ou similares (apesar de tudo isso estar envolvido), eu digo mudança no sentido de mudar de ENDEREÇO mesmo.

Desde muito cedo eu precisei me acostumar com mudança de endereço e quase sempre pelo mesmo motivo : transferência por necessidade de serviço, antes em função do trabalho do meu pai, hoje em função do trabalho do meu esposo. Detalhe, ambos trabalham na mesma empresa (hoje meu pai já é aposentado).

Me lembro que a minha primeira mudança aconteceu quando ainda tinha 9 anos e foi de Uberaba para Frutal (ambas em MG com uma distância de aprox. 200 km entre elas), voltamos 1 ano depois.

Aí as mudanças deram uma longa pausa e recomeçaram quando atingi 20 anos,1 ano após meu casamento e daí pra frente não pararam mais, na verdade se tornaram cada vez mais frequentes e com períodos cada vez mais curtos entre elas.
Não vou detalhar demais para evitar que o post fique muito extenso e vocês cansados, então resumindo, até hoje meu esposo foi transferido 6 vezes, nos fazendo morar em 12 casas, 3 cidades e 2 estados diferentes desde que me casei . 
Muita coisa não é? Para mim, uma capricorniana que faz jus a resistência à mudanças, confesso que foi bastante difícil me acostumar com essa situação, mas com o tempo, a idade e a maturidade, comecei a enxergar o lado bom de tudo isso (para aprender a como  enxergar o lado bom das coisas, leia meu post sobre motivos para celebrar), porque a princípio mudar demais pode parecer ruim, mas te traz uma bagagem, uma experiência de vida, e uma maturidade que você só consegue vivendo essa situação.

No começo, toda vez que descobria que iria me mudar, só duas coisas passavam pela minha cabeça:
1- O transtorno que a mudança em si traz (embalar coisas, procurar novo imóvel, escola para crianças, etc) pois sempre que nos mudávamos, tínhamos apenas 15 dias para concluir o processo todo e acreditem, é MUITO pouco tempo
2- A distância da minha família (pai, mãe e irmãos).

Lá pela 4ª vez que mudei, comecei a internalizar que aquilo seria uma constância em minha vida, e que já que precisaria viver assim, era melhor encontrar uma forma mais positiva de encarar a situação. E foi aí que passei a aceitar melhor todas as vezes que era surpreendida com a frase "Baixinha, bora mudar de novo?"
Aí vocês me perguntam: - Então o que mudar te trouxe de bom? E eu explico meus queridos leitores, mudar tanto me ensinou muito, e vou detalhar cada aprendizado para vocês agora.
Passei a notar que a distância da família, por mais doída que seja, te faz ser independente na raça, porque há 500 ou 2000 km de distância, não dá pra pedir colo de mãe toda vez que tem uma briga conjugal, um problema com o chefe ou um filho chorando com cólica, ou doente... Mudar te faz forte e independente.
Aprendi que em um relacionamento entre duas pessoas, construído quando só se tem um ao outro para apoiar nas horas difíceis e para celebrar nas horas boas, há muito mais entrega, muito mais cumplicidade e principalmente mais tolerância e paciência, enfim, é bem mais estável.

Estar longe te faz valorizar pequenas coisas, te faz amar e respeitar mais suas origens, e ver como cada segundo com sua família é valioso, fato que muitas vezes só damos valor quando recebemos fotos de todos os filhos reunidos em torno da sua mãe no dia das mães e você não pode estar lá devido à distância. Mudar te torna um filho melhor.

Com o tempo aprendi a substituir o medo do novo, pela ansiedade de conhecer o que o novo te traz. Vamos combinar né gente, tem coisa melhor que saber que você pode conhecer os melhores pontos turísticos de um lugar sabendo que não precisa ter pressa de ir embora e que não vai precisar comprar tudo que vê de uma só vez porque pode visitar aquele lugar quantas vezes quiser? Para mim não tem preço!

E já finalizando, mudar me permitiu proporcionar a meus filhos a experiência única de desde muito cedo conhecer e conviver com culturas, hábitos e rotinas diferentes, e a enxergar que por mais difícil que seja, mudar é sempre bom, é crescimento, é desenvolvimento, é ter sempre mais e mais amigos.

Bom queridos leitores, vou ficando por aqui dando a vocês a notícia que estou voltando para BH, pelo motivo de sempre, mas com uma sensação única de retorno para casa depois de 1 ano curtindo Salvador, porque sim meus amores, o que mais fiz foi curtir essa cidade maravilhosa, foi uma experiência única, foi um morar com gostinho de férias constantes em cidade turística! Foi, sem dúvida, a melhor das mudanças, foi meu ano sabático! Foi PERFEITO ! Mas agora acabou e já estou com aquela sensação de final de férias sabe? Aquela sensação que nos faz sentir assim : viajar é bom, mas nada melhor que nossa casa e nossa cama, não é mesmo?

 

Deixo para vocês algumas fotos minhas "turistando" em Salvador, e literalmente de mudança pronta!

Na sequência :
* Farol da Barra
* Praia Stella Maris
* Esculturas na praia do Farol

* Vista da Praça Monumento da Cruz Caída

* Vista do Mercado Modelo através do Elevador Lacerda

* Mercado Modelo
* Vilarejo do Sauípe (Costa do Sauípe)
* Praia Jardim de Alah 

 

Beijos para vocês amores e até o próximo post!
 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload